A Camisa da Copa é Nossa!

Márcio e Misael na Itália em 1990
Márcio e Misael na Copa da Itália em 90

A ida do Trio do Beijo para a Copa da Itália em 90, na cidade de Torino, foi um acontecimento sem precedentes. Nunca, até então, um trio elérico construído no Brasil havia transpassado nossas fronteiras. Mais ainda, pela primeira vez cruzaria os mares rumo a Europa, como uma caravela solitária, na tentativa de conquistar corações, quase que num revide às caravelas que nos conquistaram 500 anos atrás.
Para registrar essa façanha, resolvemos criar uma camisa comemorativa. Naquela época era comum comprarmos camisetas já prontas, Hering ou similares, onde imprimíamos nossa arte. Mas o acontecimento merecia algo novo. Chamei meu amigo Chico para desenvolver modelagem, confeccionar e imprimir nossas camisas com exclusividade, um pionerísmo e um luxo em 90. Tudo pronto, a camisa ficou linda e embarcamos para o velho mundo. Quase todo o grupo já estava lá quando eu e Tonni, saxofonista da banda, embarcamos num avião da Varig para a Itália. Chegamos lá 30 dias depois de Márcio Pedreira, primeiro a pisar em solo italiano e responsável por receber o trio no porto de Gênova. Já na alfândega, uma portuguesa chamada Ana Maria nos identifica e nos leva para um guichê à parte, onde um cão dos Carabinieri fareja a minha caixa com 60 camisetas. Desconfiado, o policial fala algo para Ana Maria que em seguida me traduz: o que traz na caixa? Nervoso, respondo: camisas, e ela devolve a tradução para o italiano: “malhetas”. O agente alfandegário dá uma gargalhada e manda abrir a caixa. Quando vê aquele monte de camisas, percebo um certo desapontamento em seu olhar, mas ele aproveita o momento e, na maior cara de pau, me pede uma camisa e, quase de imediato, lhe dou logo duas, talvez condicionado pela minha vivência brasileira. Foi mais tarde, conversando com a nossa intérprete portuguesa, que fomos desvendar o motivo das gargalhadas do policial da alfândega e seu posterior desapontamento. Acontece que um mês antes, Márcio, aquele diretor do Beijo que chegou para receber o trio, muito prevenido, havia levado uma pequena caixa contendo mil camisinhas, igualmente traduzida pela nossa portuguesa, Ana Maria, como “malhetas”, por uma coicidência, para o mesmo policial que, um mês depois, me vê chegar com uma caixa vinte vezes maior…

Uma resposta para “A Camisa da Copa é Nossa!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s