Cheiro de Fantasias…

A irreverência do carnaval passa pelas fantasias do Cheiro.

A irreverência do carnaval passa pela fantasia.

Brega, Cangaceiro ou Lutador de Judô: o Cheiro marcou época com seus abadás/fantasias. Na época, a diretoria do bloco acreditou na proposta temática e foi de encontro ao pensamento de que o folião não gosta de fantasia. Mais um desses paradigmas que estagnam idéias. A  “fantasia” é inerente à festa. Sem ela, o carnaval vira um evento qualquer e deixa de ser uma oportunidade para o ser humano expressar sua irreverência e criatividade, como fica evidente nas fotos da “dupla brega”, do “casal cangaceiro” e do “grupo de judocas”. Nesses processos criativos minha adrenalina disparava: o medo de errar e o desafio de criar andam juntos.

5 Respostas para “Cheiro de Fantasias…

  1. em que ano foi esse carnaval do Cheiro, me lembro de ter ido ao Cranaval de Salvador nesse ano, mas não me recordo em que ano foi. Muito boa essa época, irreverência, deveria retomar esse lado de brincadeira e essência do carnaval.

  2. Se recorda em que ano foi?

  3. foi em 1996 logo quando a carla visi assumiu os vocais,eu nao estava la,mais me lembro que assisti pela televisão!!! saio desde 2011 no cheiro todos os anos…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s