Chuva, sol e tintas…

 

Pintando o trio do Cheiro de Amor

Em cima do andaime: sol, chuva e muita tinta.

Meu início no carnaval, há mais de 30 anos, coincidiu com o surgimento dos grandes blocos e, mais tarde, as bandas e estruturas de entretenimento. Tudo era paixão, novidade, experimentação e improvisos. Uma grande aventura. Nem imaginávamos no que aquilo iria dar. A publicidade ainda não tinha chegado ao carnaval, nem a grana, até porque tudo se concentrava nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro. Só mais tarde é que trouxemos a comunicação desse área para o resto do ano. Meu trabalho era pintar e vivia sujo de tinta. Decorava as sedes dos blocos, palcos de shows e trios elétricos.    Na foto, em cima de um andaime, eu dava os últimos retoques no Trio Elétrico do Bloco Cheiro de Amor, patrocinado pela cervejaria Malt 90. Na parte de baixo, meu irmão David me dava a força de sempre.

3 Respostas para “Chuva, sol e tintas…

  1. Lembro muito desta epoca…

  2. SIMPLESMENTE LINDO! Desde criança admirava as pinturas dos trios… Me encantava os desenhos… Bom conhecer um dos artistas!

  3. Meu mestre Pedrinho, vivi essa fase e agradeço a Deus pelo meu começo, fomos os precussores da arte dos trios em Salvador, primeiro vc e sua geração e depois os outrs que vieram se formando com a sua influência artistica…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s