Ivete Sangalo nasceu na Beer Banda.

Folder Beer Banda com Ivete

Folder da Beer Banda com Ivete em 1993.

Na verdade, acho que estrelas não nascem, simplesmente começam a brilhar. Mas utilizei o título acima para me referir ao início da carreira de Ivete na axé music. Muito se fala da grande Banda Eva, onde ela despontou com músicas inesquecíveis. Antes disso, porém, Ivete Sangalo comandou a Beer Banda. Curiosamente essa banda era da galera do Cerveja & Cia, bloco que hoje pertence ao grupo Sangalo. Em 1993, no entanto, o Bloco Cerveja & Cia e a Beer Banda eram comandados por uma outra turma que também fez história no carnaval baiano: Lulinha, Valton, Paulo Buçanha, Luciano, Aroldão, Cid Andrade e Dudu. Os dois ultimos acumulavam a função de produtores da banda. Além de Ivete, a Beer Banda também contava com a voz do impagável Luciano Sotelino, misto de cantor e empresário, e meu amigo. Certa noite quase morrí de rir com o próprio me contando as peripécias e foras que cometeu na sua breve carreira artística. Em uma das apresentações, de porre, saiu carregado do palco. Ivete teve que cantar sozinha e ainda improvisar as músicas do repertório dele. Depois, muito justamente, ela quis matá-lo. Diante de micos como o daquela noite, nossa musa, certamente, não tinha idéia do futuro lhe aguardava. Assim brilham as estrelas. Grande Ivete.

Além de Ivete Sangalo e Luciano Sotelino,  a Beer Banda era composta por Samuel Touchê no contra-baixo, Washington Barreto nos teclados, Zé Carlos na bateria, Marcelo Mendes na guitarra e Alexandre Lins na percussão.

Esse folder foi criado por mim e Beto Carrilho em 1993. A finalização utilizava fotocomposição para os textos, cópias fotográficas para as marcas e muita cola benzina para montar tudo.

Copio a seguir, trechos do comentário de Cid Andrade, produtor da Beer Banda.  “…na memória um show na Starlight, numa Praia do Forte ainda quase virgem. Valton gastou a tarde de sexta para “comprar” o figurino da nossa queridíssima estrela, mas, no sábado e na hora do show, ela não quis usar a “roupa cara” e acabou atacando as nossas mochilas…. cantou com um short amarelo que levei, o mesmo que usaria no dia seguinte… perdi o short, mas ganhei uma resenha que vou contar para os bisnetos…”   / “… inclusive a do dia que Ivete ligou de manhã na casa de Valton e foi atendido por Dr. Roberto que, ao ouvir a voz rouca, quase impostada, não titubeou e disse: “Valton, seu “Paulo Buçanha” está no telefone, com voz rouca, fingindo que é uma mulher e que se chama Ivete… estas brincadeiras tem que acabar…”

cid@eugenio.com.br
Cid Andrade
1
abaixo, foto da coleção de Paulo Mello
Sotelino, Paulo Mello e Ivete nos tempos da Beer Banda

Sotelino, Paulo Mello e Ivete nos tempos da Beer Banda

16 Respostas para “Ivete Sangalo nasceu na Beer Banda.

  1. Não sei porque Ivete nunca fala da Beer Banda…será que Sotelino deixou ela traumatizada?rsrsrsrs

  2. Pingback: Tweets that mention Ivete Sangalo nasceu na Beer Banda. | Pedrinho da Rocha -- Topsy.com

  3. Vi tudo!! Quantas lembranças…. Na epoca eramos dois produtores na Beer Banda: eu e Dudu, irmão de Lulinha. Até hj na memória um show na Starlight, numa Praia do Forte ainda quase virgem. Valton gastou a tarde de sexta para “comprar” o figurino da nossa queridíssima estrela, mas, no sabado e na hora do show, ela não quis usar a “roupa cara” e acabou atacando as nossas mochilas…. cantou com um short amarelo que levei, o mesmo que usaria no dia seguinte… perdi o short, mas ganhei uma resenha que vou contar para os bisnetos: o dia que a nossa estrela cantou com a minha roupa… e olha que até outro dia ela ainda lembrava disso, acho que lembra até hoje!! Bela lembrança “da Rocha”, mas ainda quero ver um post do inesquecivel Axé Natal, ou a ilustração aerografada da BandaBah, com direito a comentários sobre a empresária paulista, adotada solenemente pelo Cerveja & Cia. Sobre o show de Lu Sotelino, só me lembro que foi no Sabor da Terra, acho que se chamava Baambata na epoca. Kalunga era o “técnico de som”, e eu, claro, fui um dos que carreguei “o Lu” para fora do palco!! Mas tem outras histórias… inclusive a do dia que Ivete ligou de manhã na casa de Valton e foi atendido por Dr. Roberto que, ao ouvir a voz rouca, quase impostada, não titubeou e disse: “Valton, seu “Paulo Buçanha” está no telefone, com voz rouca, fingindo que é uma mulher e que se chama Ivete… estas brincadeiras tem que acabar”

  4. Guto Brandão

    Tenho até hoje a camisa do “Axe Natal”, um evento realmente especial…haja coluna pra carregar tanta lata de leite do primeiro andar da sede do Pinel no Jardim Brasil para o caminhão que levarias as doações para as entidades beneficiadas. Grande lembrança, Cid.

  5. Final de 1993, se os meus cabelos brancos não estão me traindo…
    Guto, que tb é bom de memória, pode ajudar!!

  6. Samuel Touchê

    Pedrinho da Rocha…
    Nesta penultima semana de novembro 2010, a UESC(Universidade de Santa Cruz) não fala noutra coisa. Descolaram os videos no Youtube com minha ilustre figura rsrsrsrs eé só zoação com minha pessoa.
    Fuçaram na net tanto que descobriram sua home page que até este momento eu desconhecia.

    Abração grande Pedrinho

    • Grande Samuel!!! Que prazer falar com você. O que anda fazendo aí no sul? Você é parte de nossa história… da história dessa zorra toda aí… dê mais notícias. abs. Pedrinho

  7. Nailton Lantyer Filho

    Kkkkkkkkkk essa história com o Dr. Roberto Pessoa aconteceu com a avó de Soltelino… Quando Luciano era o band líder junto com Ivete dava carona para a musa e ela ligava para dizer que estava pronta, dona Amelinha,que não escutava muito bem dizia para Luciano : ô meu filho esse rapaz que tem um nome estranho (Ivete) tá na linha… E Ivete dizia pra o ” multi-mídia” – Porra Sotelino sua vó ta me sacaneando é?

  8. Murilo Freitas

    Pedrinho,
    Apreciador do carnaval da Bahia, apesar de ser de Belem, fiquei sabendo por fontes seguras, que um dia o Cerveja & Cia foi colocado na parede para escolher entre nosso querido Luciano Sotelino (ex banda Pique) e Ivete. E pelo jeito a cerveja chocou! E ainda mais, e verdade que quem substituiu a Ivete foi a nao menos maravilhosa Emanuele Araujo. Cabelinho nao e fraco, nao!

    • nao sei, Murilo. Acho que quem determinou tudo foi o bloco Eva que, com mais poder de barganha, levou Ivete. Mas Cid, Lulinha, Valton e Cia estao ai para contar a verdadeira historia… e o proprio Sotelino, claro.

  9. Amigos carnavalescos, que delícia relembrar essas histórias. Na época era um folião tirado a carnavalesco, orbitando entre o bloco Acadêmicas e participando da criação do Fala Garoto… Engatinhando nesse mercado. Em 94 lançamos o Jornal Folia & Ação e entrei definitivamente nesse circuito de bandas e blocos. Vivi muitas histórias legais e, o mais importante, conheci pessoas geniais. Parabéns Pedrinho por nos presentear sempre com historias fascinantes publicadas aqui no seu blog.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s