Arquivo da tag: Publicidade no Carnaval

A Primeira Festa da Década de 90 foi com Daniela.

1ª Festa da década de 1990 em Salvador com Daniela Mercury (Clici) e Banda Beijo.

Cartaz criado para a Rede Bahia no final de 1989, comemorando a nova década. Curiosamente, a última apresentação de Daniela Mercury ainda como integrante da banda Companhia Clic.

Na época, a Banda Beijo era comandada por Netinho.

A ilustração do marca “90” foi com aerógrafo. Naquele tempo ainda não tínhamos os photoshops; era tudo na mão grande, mesmo.

Camarote do Nana 2013.

Outdoor  Camarote do Nana - 2013A campanha do Camarote do Nana para 2013 dá continuidade à do último carnaval intitulada “Paixão”, onde a marca ganhou a forma de um coração e, depois, várias leituras gráficas para seu tema de decoração. A idéia de humanizar e carnavalizar a campanha, saindo do estereótipo de pessoas dançando em boates e pirotecnia de luzes em ambientes fora do contexto de nossa grande festa, foi um reconhecido sucesso à ponto de inspirar até a nossa concorrência. O Camarote do Nana é, acima de tudo, símbolo da paixão que o baiano tem pelo carnaval e pelas suas tradições. Haja coração!

Prepare a Fantasia.

Outdoor Trivela Praia do Forte 2013.Outdoor criado para a próxima campanha da Trivela, festa com a banda Asa de Águia, na Praia do Forte, Bahia.

A brifada foi do nosso cliente Nei Ávila, da NER, e a criação foi nossa na Da Rocha Propaganda.

Dia de Iemanjá e do Ensaio Geral.

outdoor Ensaio Geral 2013, Camaleão e ChicleteDia 2 de fevereiro é dia de presente a Iemanjá. Das águas do Rio Vermelho à Praia do Forte é tudo festa no mar.

Em 2013, o Ensaio Geral, tradiconal festa do Bloco Camaleão, será realizada nessa data festiva comemorada por baianos e turistas. Comandado pela banda Chiclete com Banana, o Ensaio Geral é a verdadeira abertura do Carnaval de Salvador.

Na campanha desse ano, a “patinha”, conhecido ícone do Camaleão, foi estilizada como um abebé, o espelho da Mãe cujos filhos são peixes, ou Yèyé omo ejá, como se diz em iorubá.

Da criação fazem parte eu, Adriano e Tiago.

CocoBambu, 20 carnavais e muita farra.

CocoBambu, 20 carnavais.Parece que foi ontem. Lugar comum dizer essas coisas, mas é meio que inevitável. Depois de um certo tempo, o tempo perde a noção do tempo. E tudo voa.

Essa é a marca que criamos para o Bloco CocoBambu registrar seus 20 carnavais. Além de mim, tive a colaboração de Tiago Nunes no logo 20 anos e Mariana Villas Boas na criação e montagem da peça.

Duas gerações e uma paixão: Asa.

Asa 25 anos25 anos atrás surgia uma nova onda entre a galera de Salvador: os ensaios na Mansão da Águia, um casarão transformado em pequena e acolhedora área de show, na Boca do Rio. Depois da praia, a geração bronzeada que frequentava os points de Jaguaripe, Terceira Ponte e adjacências, tinha destino certo: curtir o som maneiro da nova banda Asa de Águia. Esse sonho, ou essa lenda, já embalou pelo menos duas gerações, da galerinha que frequetava Arraia d´Ajuda, nos anos 80 e 90, à turma que deitou e rolou na Avenida, na Barra e nas Trivelas por esse Brasil. Para todos que curtem ou curtiram o grupo, o Asa é mais que uma banda, é um estilo, um espelho do seu ideal de prazer. É por isso que “o Asa arrêa!”

Mais uma vez me o Asa me deu a oportunidade da criação nessa marca comemorativa dos seus 25 anos. Contei com a finalização de Thiago Nunes.

O Prêmio Pinel e o Curso de Publicidade da Católica.

Prêmio Pinel de Criação - Publicidade da Universidade Católica. 1985.Sentados numa mesa, eu, Júlio Mota, ex-presidente do Bloco do Pinel, e Araripe, cineasta e professor do Curso de Publicidade da Universidade Católica do Salvador, resolvemos criar um prêmio para incentivar esse curso, dentro da política do Bloco do Pinel, na época, de reenvestir seu lucro em áreas culturais e educacionais. O primeiro evento, em 1994, já foi um grande sucesso. A equipe vencedora adquiria o direito de veicular a campanha criada para a Festa do Pinel com Netinho. O cartaz acima já foi para a 2ª edição do Prêmio, em 1995.

A idéia contou com o apoio total dos prefessores do curso de publicidade: Sonia Regina, Zeca e o saudoso Alencar. Que incentivaram e orientaram os alunos a participar da empreitada.

O Prêmio Pinel de Criação antecedeu o próprio “Projeto Experimental”, evento que premia os melhores promovido pela faculdade, e teve o privilégio de poder incentivar futuros grandes nomes da publicidade brasileira.

Além desse projeto, eu e Júlio viajamos em outras idéias que não chegaram a sair do papel, como foi o caso do “Arte do Inconsciente”, em parceria com o mestre Juarz Paraíso, que propunha uma exposição de arte reunindo obras executadas por deficientes mentais e também crianças. Já o “Pinel in Concert” era um projeto que pretendia adaptar o trio para orquestras de cordas e corais se apresentarem ao grande público.